Archive for the 'Dica da Locadora' Category

11
mar
10

Dica da Locadora – Tudo Acontece em Elizabethtown

Direção de Cameron Crowe em um filme honesto. Principalmente no que tange à trilha sonora. Trata-se da história do engravatado Drew Baylor, interpretado por Orlando Bloom (Senhor dos Anéis e Piratas do Caribe) de forma convincente, que tem carreira profissional simplesmente devastada por um fracasso nas vendas de um tênis, cujo modelo foi desenvolvido durante meses de esforços. Ao ver sua obra encalhada nas prateleiras e ter de encarar um fiasco comercial, opta por dar fim a todo o seu sofrimento. Com a faca apontada para o peito, o telefone toca. Ele atende e descobre que seu pai faleceu. Lição do dia: Tudo sempre pode ficar pior.

Então, Drew embarca para a pacata cidade de Elizabethtown, no Kentucky, onde seu pai será sepultado. No caminho, conhece Claire Colburn, personagem de Kirsten Dunst (Homem-Aranha e Maria Antonieta), uma comissária de bordo por quem acaba se apaixonando. Pois é. Comédia romântica é assim mesmo. Por isso que o amor é bonito. O elenco ainda Trilha sonora boa para um filme apenas médioconta com algumas figurinhas carimbadas como Alec Baldwin, Susan Sarandon e Jessica Biel.

Mas o melhor de tudo mesmo é a trilha sonora. De primeira. Uma mistura de pop, instrumental, rock e folk. Os destaque ficam por conta do impagável Tom Petty com seus Heartbreakers, que emplacaram duas canções na película – Square One e It’ll All Work Out. Ainda é possível curtir um som mais tranquilo de Nancy Wilson, com 60b. Ou até mesmo a pegada texana de Let It Out (Let It All Hang Out), do The Hombres. Porém, o melhor de tudo é a excepcional My Father’s Gun, de Sir Elton John. Boa trilha para um filme apenas médio.

23
jul
09

Dica da Locadora – O Escafandro e a Borboleta

sugestesfilipeil1

lescaphan1Uma história para refletirmos. Conta a trajetória de Jean-Dominique Bauby, um jornalista e escritor francês, que durante um bocado de anos foi editor da renomada revista Elle. Em um belo dia, ao passear de carro com seu filho, Jean-Do sofre um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e fica fisicamente paralisado. Pernas, braços, pescoço, boca, enfim, completamente imóvel. A não ser pelo olho esquerdo que se torna o seu único meio de comunicação. Sua mente, contudo, funciona perfeitamente.

Preso dentro deste escafandro em que se transformou seu corpo, ele aprende a “escrever” com a ajuda de uma ortofanista. Piscando uma vez para “sim”, e duas para “não”, as letras são soletradas enquanto ele fecha e abre o olho para ditar as palavras aos poucos. Dessa maneira, palavra por palavra, letra por letra, ele escreveu o livro “O Escafandro e a Borboleta”, que foi publicado apenas 10 dias antes de sua morte, em 1997.

Trata-se de uma história de superação que nos coloca para pensar sobre a vida e os problemas cotidianos, que muitas vezes supervalorizamos para – no fundo – valorizarmos a nós mesmos.

PLAYA trilha sonora também não deixa a desejar. O apelo pop do U2 contracena com o multiinstrumentista Tom Waits, o bom e velho Velvet Underground, além do piano clássico de Johan Sebastian Bach. Sem contar os inúmeros artistas da música francesa. Um filme belíssimo e imperdível. Mais uma dica do RRT para você.

16
jul
09

dica da locadora – Moulin Rouge

Para aqueles que não curtem muito musicais, a dica:  deixe isso um pouco de lado quando falar de Moulin Rouge. Não indico que o assista, porque gosto é gosto, e tem gente que realmente sente raiva daquele povo feliz que desata a cantar do nada, com a aparição não anunciada de atores secundários que não tem sentido nenhum na trama a não ser por compor o coro musical. Que seja. Gostem ou não do gênero, há de se admitir que a trilha sonora do longa é magnífica, uma releitura de vários clássicos do pop e do rock em versão moderna que cai como uma luva no andamento do romance.

Lil' Kim, Pink, Mya e Cristina Aguilera fazem parte da trilha com "Lady Marmalade".

Em musicais, a trilha sonora deixa de ser mero complemento e se torna personagem principal. Sua letra compõe as falas dos atores, a melodia dá vida ao sentimento, e é ela que constrói a aura pretendida pelo diretor. Por isso, a maioria dos musicais tem canções compostas especialmente para a sua produção. Entretanto, o caminho escolhido por Craig Armstrong e Marius De Vries (responsáveis pela trilha) é muito mais cuidadoso:  reformar músicas já famosas entre o público e agregá-las à trama, sem que desviem a atenção do espectador, é trabalho de gênio.

Confira como ficou a versão de The Show Must Go On, original do Queen:

Você vai entender do que eu estou falando quando ouvir Roxanne, famoso hit do Police com mais de 30 anos de idade, em ritmo de tango vestido com a sensualidade de um cíume brutal. Ou quando vir a cena cômica do cafetão gordo vestindo véu e grinalda interpretando Like a Virgin (Madonna) junto do horrível duque.
Nicole Kidman canta Diamonds are a Girl’s Best Friend, que já esteve na voz de Marlyn Monroe em Gentleman Prefer Blondes, e o toque masculino fica por conta de Children of the Revolution, do Bono (U2). No meio de outras canções, há espaço até para trechos de Smells like Teen Spirit (Nirvana), We can be Heroes (David Bowie) e a famooosa “and I will always love you” (Whitney Houston). Mistura e tanto, não?

Moulin Rouge é acima de tudo, uma história (trágica) de amor. Altamente indicado para românticos, admiradores de história (o cabaret Moulin Rouge é um ponto turístico obrigatório para quem vai a Paris, e o personagem Toulouse-Latrec é um famoso pintor que viveu na época) e de reinvenções musicais. Cenas impecáveis de dança energizante só complementam a atuação harmoniosa de Nicole Kidman e Ewan McGregor, mas se o quesito é trilha sonora, não há como cogitar não ouvir.

Aí vai uma  amostra:PLAY

02
jul
09

Dica da Locadora – Quase Famosos

sugestesfilipeil1

Banda fictícia Stillwater é uma junção de Led Zeppelin, The Allman Brothers Band e Lynyrd Skynyrd.

Banda fictícia Stillwater é uma junção de Led Zeppelin, The Allman Brothers Band e Lynyrd Skynyrd.

Mais um belo filme para juntar a galera e assistir sem medo de ser taxado de qualquer que seja o seu medo de ser taxado de alguma coisa. Pois é. Trata-se de uma viagem ao mundo do rock n’ roll dos anos 70 na pele de Willian, um garoto de apenas 15 anos que é contratado pela renomada revista jornalística/musical, Rolling Stone, para cobrir a turnê da banda Stillwater. A história é na verdade um retrato quase autobiográfico da vida do diretor e roteirista do filme Cameron Crowe (Vanilla Sky e Tudo Acontece Em Elizabeth Town), que também é um amante do estilo e cobriu uma turnê do Led Zeppelin para a revista.

Embalados ao som contagiante de Tiny Dancer, de Elton John, (som esse que preenche o vazio interior de qualquer ser humano), a banda, o púbere jornalista e as groupies viajam em um ônibus pelos Estados Unidos enfrentando algumas adversidades, mas vivendo intensamente cada minuto da turnê.

PLAYQuase Famosos possui uma trilha sonora fora de série com clássicos do rock como The Who, Yes, Lynyrd Skynyrd e o próprio Led Zeppelin. Fica a dica para aqueles que – como eu – acreditam que a música é a parte mais importante do filme.

Acompanhe as principais novidades do rock’n roll train também no twitter. Siga!

26
jun
09

Dica da Locadora – Diários de Motocicleta

sugestesbrunohx6

Diarios_de_Motocicleta

Diários de Motocicleta guarda consigo características muito especiais. É um filme de visuual maravilhoso e com uma história sensível e agradável. O pano de fundo é a vida daquele que se tornaria o maior revolucionário de todos os tempos, Ernesto ‘Che’ Guevara. O diretor brasileiro, Walter Salles, humaniza o guerrilheiro e retrata uma viajem de Che pela América do Sul na companhia de seu grande amigo, Alberto Granado. Cheio de dúvidas relacionadas à seu futuro e carismático, Guevara é apresentado como uma pessoa sensível, distante daquela imagem de guerreiro impenetrável. A trilha sonora, em sua maior parte composta pelo músico uruguaio Jorge Drexler, é sensacional. Inclusive, Al Outro Lado del Rio, uma das faixas do filme, venceu o oscar de melhor canção original.


Há muito pouco material musical disponível na internet sobre o longa. Ainda assim, consegui juntar algumas músicas no link abaixo, especialmente a premiada ‘Al Outro Lado del Rio’

PLAY

18
jun
09

Dica da Locadora – Juno

sugestesbrunohx6

Juno%20posterJuno é daqueles filmes encantadores, e, por merecimento próprio, foi indicado ao Oscar em 2008. Um dos destaques, entre as inúmeras qualidades do longa (como a magnífica atuação da jovem Ellen Page), é a trilha sonora, que conta, especialmente, com uma grande mistura de gêneros. A parte musical embala a trama de maneira extraordinária, e assim, é praticamente impossível não se identificar com a modesta produção canadense. Confira abaixo essa mistura que conta com ótimos nomes como Kymia Dawson e Belle & Sebastian.

PLAY

11
jun
09

Dica da Locadora – Alta Fidelidade

resenhafilipeuw1Um daqueles filmes para juntar a galera, dar umas boas risadas e – o melhor de tudo – curtir uma trilha sonora de primeira linha. O roteiro foi baseado no livro homônimo de Nick Hornby. No elenco, John Cusack e Jack Black dão as cartas e ditam o ritmo com excelentes atuações.

John Cusack interpreta um vendedor de discos

John Cusack interpreta um vendedor de discos

Trata-se da vida amorosa de Rob Gordon (Cusack), um aficionado por música de qualidade e por suas listas de top 5. Durante o decorrer da história, ele cita as mulheres que mais o decepcionaram em ordem crescente e também faz inúmeras referências musicais. Rob passa a maior parte de seu tempo resolvendo pepinos e atendendo clientes de gosto musical duvidoso, que vão a sua loja de discos, a Championchip Vinyl. Lá trabalham dois funcionários: Barry (Black) e Dick (Todd Louiso), que possuem gostos completamente diferentes.

PLAYMas o melhor de tudo é a trilha sonora recheada de nomes consagrados e músicas de diversos estilos. Os destaques ficam por conta do bom e velho Bob Dylan, com Most Of The Time; Stevie Wonder, com I Believe; The Velvet Underground, com Oh! Sweet Nuthin’ e Who Loves The Sun, e o próprio Jack Black ainda dá uma palhinha com Let’s Get It On, do mestre do soul Marvin’ Gaye. Um bom filme para o fã de música.